Josué Neto parabeniza classe empresarial e comercial pela ajuda às vítimas de incêndio no Educandos

Foto: Márcio Glayson

O deputado estadual Josué Neto (PSD) apresentou, nesta quarta-feira (19), uma moção de parabenização a classe empresarial e aos comerciantes do Estado pela mobilização para ajuda humanitária destinada às vítimas do incêndio ocorrido no bairro Educandos, zona Sul da capital, na última segunda-feira (17).

A moção de parabenização é destinada à Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Manaus, Associação Comercial do Amazonas (ACA) e  Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), que segundo o deputado representam toda a classe empresarial, comercial e industrial do Amazonas.

“Não é o bastante divulgar que ajudou, não basta a todo o momento publicar a palavra gratidão, o que conta realmente são as atitudes, os atos, pois a verdadeira gratidão é demonstrada pelas ações. Por isso, demos entrada hoje a essa moção de aplausos e parabenização a classe empresarial e principalmente a toda família Benchimol”, destacou.

Em seu discurso, Josué destacou a iniciativa de Denis Benchimol Minev, diretor presidente da rede de lojas Bemol. O parlamentar afirmou que Denis foi quem abriu as portas da Bemol do Educandos ainda na madrugada do incêndio, disponibilizou o sistema de hidrantes da loja e fez doações de toda a linha de cama e banho para as famílias.

Segundo dados da Defesa Civil pelo menos 600 casas foram atingidas pelas chamas, chegando cerca de 570 famílias. Ainda segundo o órgão, é possível afirmar que o incêndio no Educandos é o maior sinistro ocorrido em Manaus, desde o que destruiu a Comunidade Arthur Bernardes, no ano de 2012.

Josué afirmou que após o ato de solidariedade da família Benchimol, outros grandes grupos empresariais se uniram para uma grande mobilização de ajuda e doações, como a Importadora Luanjo, localizada no próprio Educandos, Água Crim, Grupo Simões, Nova Era, dentre outros.

“Tem um ditado muito verdadeiro que diz: ‘a gente só dá o que tem’. Se você é feliz, você passa felicidade para as pessoas, se você é ruim, passa esse sentimento para o seu próximo e tem gente que tem muita condição financeira, mas não tem a condição de ser bom, por que não tem dentro de si essa bondade. Quero contar com o apoio dos colegas deputados para que possamos encaminhar essa moção, que reconhece não somente o lindo ato dessa classe, mas de todo o povo do Amazonas”, disse.

 

Compartilhe...