Sistemas de drenagem também serão debatidos em Grupo de Trabalho, afirma Josué Neto

Foto: Filipe Augusto

O deputado Josué Neto (PSD) informou nesta, quinta-feira, em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), que o Grupo de Trabalho que está analisando a qualidade do asfalto no Amazonas, também vai avaliar medidas de ampliar sistemas de esgoto e drenagem das águas das chuvas, inclusive com ajuda do Governo Federal.

A informação foi dada enquanto o deputado apresentava o Balanço da Audiência Pública realizada na última segunda-feira (13), que debateu a questão do asfalto no Amazonas. Participaram do debate pesquisadores das Universidades Federal (Ufam), e Estadual Amazonas (UEA), além de representantes das Secretarias de Estado de Infraestrutura (Seinfra), do Município (Seminf), e do Departamento Nacional de Infraestrutura (Dnit).

De acordo o parlamentar, durante a Audiência Pública ficou claro que mesmo que seja possível o uso de um asfalto de alta durabilidade, a ausência de um sistema de drenagem ainda vai interferir na vida útil da pavimentação, que pode ser reduzida pela metade. “Entendemos durante a Audiência que podemos ter a melhor tecnologia em asfalto, mas se não tivermos um sistema de drenagem não vai adiantar. Mesmo que utilizássemos um asfalto adaptado para a nossa região, será necessário realizar um trabalho de drenagem profunda que escoe a água das chuvas, principalmente na cidade de Manaus”, disse.

Josué Neto sugeriu ainda que bancada federal seja acionada para auxiliar o Amazonas na conquista de recursos a fim de ampliar os sistemas de drenagem na capital, já que das 16 mil ruas existentes, apenas 20% possuem drenagem.

“Devemos começar a discutir esse assunto, principalmente com a nossa bancada federal, porque o Estado do Amazonas e a Prefeitura de Manaus, sozinhos não tem capacidade financeira de começar esse trabalho”, afirmou.

O Ministério das Cidades é o órgão do Governo Federal que vem auxiliando estados e municípios com recursos para investimentos em drenagem e saneamento básico. Pesquisa realizada pelo órgão mostra que cidades com maior cobertura de sistemas de esgoto e drenagem apresentam menor incidência de doenças infecciosas.

Os deputados Belarmino Lins (PROS), que é presidente da Comissão de Obras e Serviços Públicos da Aleam, e Sinésio Campos (PT), apoiaram a iniciativa, e informaram que farão parte do Grupo de Trabalho. “É um problema que vem se arrastando por anos e que precisa ser resolvido. Estou com você nessa luta. Aceito o desafio”, afirmou.

Receba nossas notícias atualizadas

No spam guarantee.

Compartilhe...

tv josué neto

Arquivos