Josué esclarece contratos da Assembleia Legislativa e diz que vai mover ações cíveis e criminais contra autores de fake news

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto, iniciou a Sessão Virtual desta terça-feira (28) apresentando dados que rebatem notícias falsas sobre contratos do Parlamento e afirmou que vai mover ações cíveis e criminais contra os indivíduos que estão propagando e compartilhando fake news.

Josué apresentou dados, também disponíveis no Portal da Transparência, que comprovam que o contrato de Buffet do Parlamento está suspenso desde o último dia 14 de março, quando também foram suspensas as atividades presenciais da Assembleia como medida de isolamento por conta da pandemia do coronavírus (as atividades virtuais estão acontecendo). Ele esclareceu ainda que o contrato de R$ 1,6 milhões é uma estimativa anual e só é pago os serviços que forem utilizados. Segundo ele, os serviços atendem todos os setores e necessidades da Assembleia, não apenas os deputados.

“Para que a gente possa ser o mais transparente possível esse contrato foi suspenso no dia 14 de março porque não há nenhuma atividade na Assembleia desde então. Dentro desse contrato foram utilizados, em janeiro, R$ 1.308 reais. Não houve nenhum grande evento em janeiro na Assembleia. Em fevereiro, quando não havia limites nas atividades, R$ 87,6 mil foram utilizados. Em março, quando as atividades foram suspensas a partir da segunda quinzena, foram utilizados 55,6 mil. Tudo isso totaliza nesse contrato R$ 144,6 mil este ano”, afirmou.

O parlamentar informou ainda que o Parlamento não possui funcionário fantasma como foi divulgado. Segundo ele, o servidor José Augusto Albuquerque trabalha na Aleam desde o início de março e não ausentou-se de Manaus desde então.

Josué esclareceu ainda o contrato de carimbos e fechaduras do Parlamento que são contrato anuais para serviços de troca de fechaduras, emissão de chaves e carimbos. Em 2019 foram gastos menos de R$ 5 mil, conforme consta no Portal da Transparência do Poder Legislativo.

“Todos os contratos são extremamente bem utilizados e só é pago o que foi utilizado. Tanto é que ao final de 2019 foi realizado um ranking das instituições públicas que tem maior controle externo de gastos e a Assembleia ficou em primeiro lugar na utilização de recursos e no controle externo. Isso faz da Assembleia uma instituição que utiliza bem seus recursos” afirmou Josué lembrando o ranking do Ministério Público de Contas do Amazonas (MPC) onde a Assembleia foi apontada como o órgão público do Amazonas que melhor utiliza e tem o controle dos seus recursos.

Transparência

O presidente do Parlamento reforçou ainda que tem trabalhado para ser o mais transparente possível e atender os anseios da população e que vai estar cada vez mais próximo do povo. “É dever meu dar essas explicações para o público e a transparência para a população. Quem não quer dar transparência aos seus atos não serve para trabalhar no setor público. Essas são as minhas explicações, de forma muito tranquila, honesta, de coração aberto, de guarda baixa, estou dando publicidade e explicações às pessoas que acompanham a Assembleia, as pessoas que votaram no Josué Neto, as pessoas que não votaram. As explicações estão dadas e são informações oficiais que constam no Portal da Transparência da Assembleia como também constam na própria transparência do Tribunal de Justiça que é onde vou entrar com as ações cíveis e criminais na data de hoje”, ressaltou.

Sem caciques

Josué disse ainda que vem trabalhando há mais de um ano para ser independente politicamente e não depender de decisões de caciques políticos regionais. Missão que alcançou há menos de um mês ao se tornar presidente do PRTB no Amazonas, partido cujo presidente nacional é o experiente político Levy Fidélix. “Todos sabem o quanto eu lutei e sofri para ter meu próprio partido e poder dizer: eu sou independente. Portanto, para que todos possam entender eu me considero hoje um homem público independente. Eu não estou atrelado a nenhum cacique político. Eu já me desatrelei do senador Omar Aziz. Portanto qualquer culpa que queiram imputar a mim imputem apenas a mim porque respondo pelos meus atos e não aos atos de terceiros, principalmente líderes políticos. Eu sou 100% independente. Eu não tenho líder regional, eu tenho líder nacional que é o presidente do meu partido Levy Fidélix; que é o presidente de honra nacional do meu partido, o vice-presidente da República, General Hamilton Mourão, esses são os meus líderes políticos no âmbito nacional e acima de tudo um apoiador do presidente Jair Bolsonaro”, afirmou.

Família

O parlamentar disse ainda que não vai aceitar ataques contra ele e sua família. “Essas são as minhas explicações políticas, profissionais, pessoais e acima de tudo de um cidadão de bem, de um pai de família que não vai aceitar manchar a honra da minha família quando coloca na mesa, na vitrine, fora da janela, a minha mulher, os meus três filhos e o meu pai, que é um senhor de 74 anos. Portanto todas as explicações estão orientadas de forma didática e partir de agora todas as minhas ações serão extremamente técnicas. Tenham no Josué uma pessoa que vai estar ao lado do povo e acima de tudo dentro da legalidade, com espírito público e acima de tudo ouvindo a população, ao lado do povo do Amazonas e do povo brasileiro”, concluiu.

Receba nossas notícias atualizadas

No spam guarantee.

Compartilhe...

tv josué neto

Arquivos